SILVIO CEZAR DE OLIVEIRA


Conhecido simplesmente por Silvinho, Silvio Cezar de Oliveira é um paratiense de “quatro costados” e, exatamente por esta razão, um sensível e autêntico caiçara.

Trabalha na Secretaria Municipal de Turismo e foi câmera man da extinta Eco TV em Paraty. Neste contato com os mais variados artistas e as lentes das câmeras, percebeu a beleza das formas da natureza e suas variadas nuances.


Na infância e na adolescência, tomava banhos de rio, cachoeiras e mar; andava pelas matas a apanhava frutas silvestres. Foi nesta fase que conheceu a “totoa”, da qual fez uso em suas brincadeiras. A totoa é, parece-me, um termo paratiense, a base da palma (folhas) dos coqueiros. Com ela ele deslizava, como se fora um esqui, morro abaixo ou do barranco dos rios para as suas águas.


Sua arte é múltipla e bela. As totoas se transformam em peixes imaginários, multicoloridos que, às vezes, nos lembram Volpe. Mas ele esmera-se sobretudo no variado pontilhismo de suas obras e que é a sua marca registrada.


Para lembrar-se do “tempo de soltar pipas” aí estão seus barcos-pipas.


Da experiência das câmeras exibem-se aqui dois de seus trabalhos de belíssimas e eloqüentes imagens.

Texto: Diuner Mello

Abertura: 3 de novembro de 2015

Encerramento: 14 de fevereiro de 2016

Sala Natalino Silva

6 visualizações
  • Ícone branco do Facebook
  • Ícone branco do Instagram
  • Branca ícone do YouTube

Contato

© 2020 por Casa da Cultura de Paraty 
Todos os direitos reservados

Tel: +55 24 3371-2800

Email: faleconosco@casadaculturaparaty.org.br

Endereço

R. Dona Geralda, 194

Paraty - RJ - CEP: 23970-000