ESPAÇOS DA CASA

auditorio.jpeg

Auditório

Principal auditório da cidade, possui 150 lugares. Durante o ano abriga atrações de grandes eventos como a FLIP, o Mimo e o Paraty em Foco.

É equipado com cinco máquinas de ar condicionado, equipamento de sonorização para palestras ou shows, projetor e telão. Possui house mix e técnico de som que opera de acordo com as regras de uso do espaço.

Observação:

Devido aos protocolos de contenção da Covid-19 durante a pandemia, a lotação máxima do auditório passa a ser de 40 pessoas.

Espaço da Gastronomia.jpeg

Espaço da Gastronomia

Os saberes culinários da nossa terra e a relação harmônica do nosso povo com a natureza também concederam a Paraty o título de cidade Criativa da Unesco pela Gastronomia, em 2017. O Espaço da Gastronomia foi então pensado em parceria com a Secretaria de Cultura para ser um ambiente que promove workshops, criatividade e novas oportunidades para os criadores e profissionais de toda a cadeia produtiva do setor gastronômico.

Salão Nobre (2).jpg

Salão Nobre

O Principal espaço expositivo da Casa da Cultura está localizado no segundo andar do sobrado. O salão já foi utilizado pelos grandes eventos da cidade e se mantém como espaço de prestígio para exposições no município. Já abrigou mostras de Nair Benedicto, Júlio Paraty e Walter Carvalho.

Sala Natalino Silva.jpeg

Sala Natalino Silva

A sala Natalino Silva é destinada a exposições de artistas de Paraty ou radicados na cidade. O espaço recebe o nome do artista paratiense Natalino Silva (em memória), reconhecido pelas tradicionais máscaras de papel machê que coloriram muitos carnavais.

Natalino também criou carros alegóricos e adereços para a extinta escola de samba “Vila de Paraty” e foi proprietário de uma farmácia, a mais antiga da cidade, e que existe até hoje.

A sala Natalino Silva está localizada na esquina da Rua Samuel Costa, na altura da casa onde viveu o saudoso artista.

Sala Dona Geralda.jpeg

Sala Dona Geralda

Espaço Expositivo nomeado em homenagem a Geralda Maria da Silva, que viveu com simplicidade em um sobrado sem ornamentos perto da igreja Matriz, no Centro Histórico.

Relatos contam que Dona Geralda era uma pessoa muito beata e caridosa. Filha única e vinda de família abastada, herdou uma fortuna de seu pai. Não teve filhos e deixou em seu testamento 2 fazendas e 17 casas na cidade para a Santa Casa e para seus escravos, os quais libertou. Foi também responsável por uma doação de 25 mil contos de réis para o término da obra da Igreja Matriz, o equivalente hoje a 25 milhões de reais.

A sala tem duas portas para a rua também chamada “Dona Geralda”, além de duas portas para o corredor principal da Casa.

_LEO5707-1.jpg

Sala Samuel Costa

Espaço expositivo que recebe o nome de um paratiense ilustre. Localiza-se no coração da casa, no corredor principal. Já abrigou exposições de Sebastião Salgado, Lúcio Cruz, entre outros nomes.

O homenageado, Samuel Costa, atuou como advogado e deputado provincial, e foi o primeiro prefeito de Paraty. Considerado um visionário, foi o responsável pela obra do jardim na praça, em frente à Matriz e por implementar o primeiro sistema de iluminação elétrica da cidade, com isso, destaca-se como personalidade importante da história da mesma.

Sala de Artes.jpg

Sala de Artes

Espaço onde acontecem as oficinas de artes do Programa Educativo da Casa da Cultura e pequenas reuniões e palestras ao longo do ano.

Sala_de_Música.jpg

Sala de Música

Funciona de março a novembro como principal sala da escola de música do Programa de Educação Musical de Paraty.

Pátio.jpg

Pátio

O Pátio recebe apresentações musicais, eventos diversos e exposições.