LENDAS E MAGIA DO BORDADO - de Pedro João Cury


Nascido em Uberaba, MG, em 1945, Pedro João Cury é filho de imigrantes libaneses maronitas. Conviveu toda sua infância e adolescência com a magia contida na espiritualidade mineira, com a solidariedade e afetividade das festas religiosas populares.


Iniciou seu trabalho com o bordado há aproximadamente 15 anos atrás, quando lecionava a disciplina Criatividade, numa escola de capacitação profissional, para jovens em situação de risco social e baixa renda.


Sociólogo, Cientista Político, Educador e Artista Plástico. Desenvolve seu trabalho itinerante identificado por Escola = + ≠ (leia-se igual ma(i)s diferente), na formação do jovem artesão-aprendiz, disponibilizando a Arte a serviço da inclusão social. Integrou o III Mês da Cultura Brasileira, promovido pela embaixada do Brasil em Havana – Cuba, em 2014.

Três pilares sustentam a sua pesquisa visual: a criatividade (fazer sempre o novo confiando na intuição e na pesquisa), os valores humanos (todos são artistas) e o empreendedorismo (a atividade plástica pode ser uma forma de ganhar o próprio sustento).


Os bordados do artista falam por si mesmos de uma realidade educacional em que o falar e o teorizar sejam substituídos pelo fazer e o discursar pelo praticar. O bordar funciona como um refazer a si mesmo, atando pontas e costurando lembranças, sentimentos e sensações.



Surge um depoimento marcado pela intensidade. A mentira e o conchavo que aparecem muitas vezes no mundo da arte e da educação (uns fingem que ensinam para outros também fazerem de conta que aprendem) cedem lugar a ações concretas e poéticas de erguer uma obra sincera de expressiva qualidade.

As obras expostas buscam expressar a magia das lendas e mitos que permeiam o imaginário de um povo regido pela mestiçagem cultural como “Chegança”, “Bumba meu boi”, “Saci, o estudioso”, “Casamento do Boto com a Iara”, “Armorial em mim”, “Visão da revisão”, “Memória revisitada”, entre outras.


As peças, disponibilizadas para a comercialização, tem por objetivo possibilitar a elaboração de projetos sociais, compondo parcerias diferenciadas.

Oscar D’Ambrosio é Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP – Universidade do Estado de São Paulo. Integra a Associação Internacional de Críticos de Arte.


Abertura: 10 de julho de 2015

Encerramento: 9 de agosto de 2015

Sala Samuel Costa

0 visualização
  • Ícone branco do Facebook
  • Ícone branco do Instagram
  • Branca ícone do YouTube

Contato

© 2020 por Casa da Cultura de Paraty 
Todos os direitos reservados

Tel: +55 24 3371-2800

Email: faleconosco@casadaculturaparaty.org.br

Endereço

R. Dona Geralda, 194

Paraty - RJ - CEP: 23970-000