CRÔNICAS DE PARATY: João Miranda

#13 CRÔNICAS DE PARATY: João Miranda

Por Diuner Mello


À direita está João Miranda em foto anterior à 1922

João da Silva Miranda nasceu em Paraty em 25 de agosto de 1888 e aqui viveu toda sua vida. Foi proprietário de uma das primeiras farmácias da cidade: a Farmácia Santa Maria. Além de proprietário, era também farmacêutico, manipulando e prescrevendo remédios, atendendo a pacientes na ausência de médicos e também àqueles que não tinham recursos para pagar as consultas.

A tradição de farmacêutico e proprietário de farmácia permaneceu com o seu filho Hugo de Magalhães Miranda – Farmácia Santa Rita, e seus netos e bisnetos – Drogaria São José. Afastou-se, depois, de sua lide de farmacêutico e passou a trabalhar na Agência dos Correios de Paraty. Atento às novidades de seu tempo, adquiriu uma máquina fotográfica e passou a registrar os fatos familiares e sociais da cidade. Mantinha em sua residência seu laboratório de revelação, de onde saíram as fotos aqui expostas. Seus registros fotográficos mostram a Paraty do início aos meados do século XX: arquitetura, gentes, costumes, festas, etc. Ao registrar os acontecimentos no espaço urbano, João Miranda deixou seu legado, por exibir o casario, calçamento, trajes, etc., que hoje são consultados para a reconstituição de imóveis que ruíram ou tiveram sua arquitetura modificada, para a revitalização das praças e ruas e ainda para a aferição dos costumes de então, pois Paraty tem poucas iconografias de sua estrutura urbana e comunitária.

Embarque de autoridades estaduais na praia da Terra Nova, 1940. - Acervo João Miranda


Benquisto e respeitado pela população, veio a falecer no dia 23 de junho de 1952. De seu casamento com Antonietta de Magalhães Miranda nasceram: Maria Aparecida (Vivi), Hugo, José e Helena. Por ser o pioneiro da fotografia em Paraty, o Instituto Histórico e Artístico de Paraty deu seu nome ao acervo fotográfico daquela instituição. E, agora, com justíssima homenagem, o Paraty em Foco, em sua 8ª edição, lança, juntamente com o SESC, um catálogo com algumas fotos de seu importante acervo.


Santa Teresinha em frente à Igreja Matriz em 1920 - Acervo João Miranda

Texto escrito para o catálogo “João Miranda | Um fotógrafo paratiense” (2012) produzido pelo Centro Cultural Sesc Paraty junto ao circuito de exposições do 8º Festival Internacional de Fotografia – Paraty Em Foco.

16 visualizações
  • Ícone branco do Facebook
  • Ícone branco do Instagram
  • Branca ícone do YouTube

Contato

© 2020 por Casa da Cultura de Paraty 
Todos os direitos reservados

Tel: +55 24 3371-2800

Email: faleconosco@casadaculturaparaty.org.br

Endereço

R. Dona Geralda, 194

Paraty - RJ - CEP: 23970-000